28 de ago de 2006

Quem tem medo dos afeminados?

por Wanderson F. Nascimento*



A diferença só implica o negativo e se deixa levar até a contradição na medida e que se continua a subordiná-la ao idêntico (...) Queremos pensar a diferença em si mesma e a relação do diferente com o diferente, independentemente das formas de representação que as conduzem ao Mesmo e as fazem passar pelo negativo.
Gilles Deleuze. Différence et Répétition, 1968.



Bichinha, xibungo, xeba, baitola, viadinho... Todas essas são palavras que muitas pessoas usam para falar mal dos gays, para ofendê-los. Porém não é qualquer gay que é chamado assim. Dificilmente vamos adivinhar ao estar no elevador com um executivo másculo ou em um estádio vendo um jogo de futebol que estamos diante de um gay. A esses a quem não sabemos de ante mão sua orientação sexual, não se tem motivos para ofender.

Mas é engano pensar que são apenas os heterossexuais que têm uma visão negativa dos gays. Os próprios gays também desenvolvem tal imagem. O alvo predileto das investidas preconceituosas é o efeminado.

O efeminado é aquele sujeito que tem traços delicados, que gesticula e fala de uma maneira pouco peculiar. Etimologicamente, efeminado quer dizer com jeito de fêmea.

Mas no nosso presente o efeminado é mal visto. Tanto entre os heterossexuais, como entre os gays. Em torno da figura do efeminado se construiu um estereótipo que é ao mesmo tempo perigoso e infundado. Eu gostaria de discutir esse estereótipo, que apresenta a seguinte imagem do efeminado: Ele quer ser mulher; só se interessa por sexo, sendo por isso promíscuo e, ele é sempre e somente passivo nas relações sexuais.

Eu digo que esta imagem é perigosa pelo seguinte motivo: a existência da homofobia. A violência contra gays no Brasil é um fato alarmante. Muitas pessoas são violentadas, espancadas e até mesmo assassinadas pelo fato de serem homossexuais. Os não efeminados não correm tanto esse risco, posto não ser tão evidente o fato de que eles sejam homossexuais (vale lembrar que nem todo efeminado é homossexual). Se olhamos as estatísticas com relação a violência contra homossexuais, veremos que mais de 90% dos que sofrem essa violência são efeminados. E não o sofrem apenas de heterossexuais, mas também de alguns homossexuais, que associam a imagem do efeminado à pratica do sexo (que se dá no foro privado) e rejeitam sua presença em qualquer dimensão pública.

enso que os gays efeminados merecem todo o respeito. Primeiro porque eles não têm como esconder sua orientação sexual, sendo por isso alvo predileto do preconceito e da violência. Segundo porque eles, historicamente, foram os que mais lutaram pelos direitos que hoje homossexuais (efeminados ou não) tenham.

Mas muitos de nós somos muito hipócritas ainda (principalmente entre os gays). Queremos o direito da diferença, mas quando nós somos os diferentes. Mas quando o diferente é o outro (em nosso caso, o efeminado) não somos tão a favor da diferença assim. Quantos anúncios em páginas de encontros vimos chamadas do tipo "Gosto de tudo, sem frescura... descarto efeminados..." Isso não é um paradoxo? Não estou querendo agora que todos nós saiamos por ai em busca dos efeminados para nos relacionarmos apenas com eles, mas que tenhamos um pouco mais de cuidado com os nossos pensamento, no que diz respeito a esse diferente de nós, ou a esse que nós talvez sejamos.

E por que não efeminados?

A pergunta prossegue...


* Wanderson F. Nascimento é Professor de Filosofia e Pesquisador do CNPq.

9 comentários:

Eduardo disse...

Bom, não tenho nada contra efeminados, gosto deles até pois trazem bastante alegria. E realmente, nem todo afemindo é gay: eu tinha um amigo assim e que passavo o rodo nas mulheres!
Mas efemindos quero até a parte da amizade, pois para o campo Amor, eles não condizem na minha imagem de Principe Semi-encantado; é como uma vez li: "Se eu quisesse um efeminado, eu ia querer uma mulher também!", então...

Óitiemo Post Rodrigo, estou devendo um ainda (acho que vou colocar o do meu blog mesmo...)

Abraços

4:36 PM
HAIRYBEARS disse...

ADORO MEUS AMIGOS EFEMINADOS,

MAS CONFESSO QUE NÃO NAMORARIA

UM DELES ... NÃO FAZ MEU ESTILO.

MAS NADA CONTRA ...

SÓ QUESTÃO DE GOSTO P/

NAMORAR !!!

HAIRYBEARS
http://hairybears.blogspot.com/

8:14 PM
Menino G disse...

Não tenho nada contra os efeminados, alguns até me atrem. Mas sinceramente, a um exagero na postura de alguns que me irrita. Sou gay mas não tenho grandes amizades com mulheres e principalmente com efeminados. Sei que isso pode ser interpretado como machismo e talvez seja, o que realmente é uma pena. Reitero aqui algo que eu ja disse antes: o machismo sobreviverá entre os gays.

9:48 PM
Henri Louné disse...

Ualll deu um show com esse post!
Os afeminados são vitimas de preconceito mesmo...
Mas há muita diferença entre os afeminados, nem todos são por ai dando show por qualquer coisa ou nem todos são engraçados.
Entendo que é uma coisa que não da pra controlar.
Existem heteros que são totalemnte afeminados, os "filhinhus de mamãe" rs, que tb sofrem preconceito.
Enfim, temos que utar contra isso, afinal afeminado ou não é gay do mesmo jeito!

11:40 AM
Rafael Magnago disse...

eu tbm não tenho nada contra, mas pra não namorar aí jah não faz o meu estilo, pois gosto mais daquele estilo homem com jeito de homem, pois afinal é o jeito do homem que me atrai, rsrsrsrs.
mas sou contra o preconceito que eles sofrem, pois realmente, quem da a cara a tapa pra lutar por nossos direitos são eles.
um grande beijo a todos,
venham me visitar tbm

www.rafaelmagnago.blogspot.com

bjão
té mais
rafael

12:07 PM
Lenin disse...

bem, sinceramente acho q não deveriamos julgar ninguem por ai... não faz teu estilo pra namorar? vc nao acha q deveria namorar com uma pessoa legal, especial, inteligente, interessante? ela deixaria de ser tudo isso se fosse efeminado? bem, moro numa cidade em q o grande problema é q nenhum gay quer assumir, toda uma cidade dentro do armário, ja ta dando claustrofobia. Ninguem quer q mesmo seus amigos gays saibam. Por isso q ninguem quer ser amigo, quer ser namorado, quer conhecer um efeminado. Estamos julgando pessoas pela aparência. Será que depois vamos acabar fazendo o mesmo com os negros?

1:18 AM
Tônio disse...

"vc nao acha q deveria namorar com uma pessoa legal, especial, inteligente, interessante" é isso que busco lenin! Mas EU CONFESSO, eu tenho vergonha do comportamento de alguns afeminados! As vezes me irrita essa necessidade de dar show em tudo que é lugar, prefiro a inteligência do que a irreverência só pra chocar o tempo todo, até me sinto desrespeitado as vezes, se eu to na noite ou entre amigos tudo bem, mas se to no trabalho, com a família, faculdade eu me coloco numa posição neutra, enrrustida, ainda não sai do armário entende? mas também não fecho os olhos pra preconceito e agressões, não permito de ninguém perto de mim. Na questão namoro eu também gosto do tipo bofe, tipo hominho, tipo que ninguém desconfia, aquele cheiro de homem (isso é importante), mãos de homem, ombros de homem, camisa xadreza, barba por fazer, olhos tipo cachorro perdido da mudança, algo tipo Brokemback Montain entende?

8:02 PM
Anônimo disse...

Um fato interessante do grupo GLBT é que os membros desse grupo vivem fragmentados,têm suas próprias denominações.Existem os travestis,as drag-queens,CD's...Existem as tias e os gays metidos a macho.E não é raro brigarem entre eles e se ofenderem de todas as formas.Eu acho que é até incoerente esse grupo viver pregando respeito às diferenças quando ele mesmo não dá esse exemplo de respeito.

6:56 PM
Anônimo disse...

Preconceito bobo, mas existe, até faz eles se esconderem, cada dia fica mais difícil de achar e papar...

4:50 PM
 

©2009BLOGAYROZ | by Foxx