16 de set de 2006

Clarice...

Sempre gostei de ler, e de me arriscar a escrever. Mas foi quando conheci Clarice que realmente me apaixonei pelo bom texto. Ela exprime sentimentos de forma tão profunda, dilaceradora e nostalgiante. Sempre dá aquele aperto no peito. Uma sensação estranha. Que mulher foi essa que dominava tão bem as palavras e os sentimentos? Por que os dois em suas mãos viravam uma coisa só?
Acredito que na vida, devamos ter pessoas em quem nos espelhar.
Clarice é uma dessas em minha vida!


"Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo." - Clarice Lispector


"Eu, alquimista de mim mesmo. Sou um homem que se devora? Nao, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos meus modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-em como posso entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus.
Vivo em escuridão da alma, e o coração pulsando, sôfrego pelas futuras batidas que não podem parar." - Clarice Lispector



4 comentários:

Trintinha disse...

Amigooooooooooo! Vc deu um show, agora, falando de Clarice! Acertou no alvo!Conheço pouca coisa dela, mas o que conheci já, me agradou muuuuuito! Beijos!

2:23 AM
G.Alter Ego disse...

Clarice é indescritivel!!! Assim como ela escrevo só por escrever, pq na verdade a gente não quer mais nada do que nos libertar, do que tomar a vida em um calice transbordante de alegria, ou o sentimento que bem lhe interessar.

8:56 PM
Tônio disse...

Eu adoro Clarisse, mas meu amor é todo do Caio Abreu, ele me toca mais do que qualquer outro(a). Belo Post, abração. Tônio

10:34 PM
Henri Louné disse...

realmente quando pude conhecer alguns trabalhos dela eu me fascinei...muito bons mesmos, quero um dia escrever com tanta sinceridade como ela.

1:06 AM
 

©2009BLOGAYROZ | by Foxx