26 de ago de 2006

Biografia do Rock Hudson


Hoje vou postar a biografia de uma ator que eu gosto muito e naquela época não podia se assumir.Ele era o Brad Pitt daquela época, e tão bonito quanto ele.

Fez com Doris Day o par romântico mais amado das telas do início dos anos 60 ? estrelando filmes como Confidências à Meia-Noite / Pillow Talk, de Michael Gordon (1959), Volta Meu Amor / Lover Come Back, de Delbert Mann (1961), e Não me Mandem Flores / Send Me No Flowers, de Norman Jewison (1964). Na tela a história era sempre a mesma: o guapo rapagão cobiçava a virginal loira e, por tabela, conquistava as mulheres de todo o mundo ? transformando-se no genro que toda sogra gostaria de presentear a filha.
Mais de duas décadas depois, a notícia da morte de Rock Hudson, vitimado pela Aids, abalou o mundo. Enfim o público teve certeza: o galã que marcou o imaginário de toda uma geração de mulheres nunca fora a mais completa tradução de virilidade. Pior: o astro sofrera o diabo tentando esconder a homossexualidade ? afinal, o que pensariam as platéias do mundo inteiro que corriam para o cinema para assistir a seus filmes se soubessem toda a verdade?
A verdade era: desde 1943, aos dezoito anos, quando entrou para a Marinha Americana, Rock Hudson (que havia sido abandonado pelo pai na infância) mergulhou no mundo da homossexualidade, graças a um colega chamado Eddie Kraft, que o teria introduzido nos mistérios do sexo. Depois dessa primeira experiência, embora tivesse tentado, nunca conseguiu se realizar sexualmente com nenhuma mulher.
Em 36 anos de carreira (de Fighter Squadron, em 1948, a The Ambassador, em 1984) Rock Hudson procurou esconder o fato ? embora os jornais eventualmente publicasse mexericos a respeito de sua vida sexual. Para acabar com qualquer dúvida, os executivos de Hollywood (que temiam que a revelação fizesse os filmes do ator perderem bilheteria) tiveram a idéia de armar o casamento do ator com a secretária particular Phillys Gates.
A relação, como era de se imaginar, não deu certo ? e Rock Hudson voltou à vida clandestina nos becos e bares escuros de Hollywood em busca de parceiros. Antes de morrer, contou toda a verdade numa auto-biografia ? Rock Hudson: His Story, publicada apenas depois de sua morte.

7 comentários:

RodrigoBrower disse...

Lindo ele, e eu não conhecia a história dele, legal ;D Bjs Henri.

12:46 PM
Luciano disse...

Ele era mesmo um gato. Nossa... ((babando))

2:35 PM
Beija-Flor disse...

Muito Legal seu post.
Existem, realmente, grandes nomes que eram homossexuais mas que precisaram viver sobre alguma história farçante para não perderem o mito que se criava em torno de seus nomes/imagens.

5:00 PM
Chamber disse...

o pior d tdu eh q hj em dia deve existir ksos como esse tb...

10:37 PM
Anônimo disse...

pagou um preço alto, por sua compulsão sexual, acredito que deva ser a grande armadilha que cerca a comunidade gay, viver em função do apetite sexual.

8:42 PM
Anônimo disse...

Ele era da minha época.Eu o adorava.Mesmo depois da revelação ele continua meu idolo. Concordo que esse comentário a respeito da cumpulsão.Isso é o veneno pra tudo.Lamento muito ele não estar mais do nosso lado .Deve ter sido muito doloroso viver a sexualidade no anonimato.Gortaria de saber se é possivel encontrar o livro.

10:06 PM
Anônimo disse...

se eu tivesse essa presença pegava todas as atrizes da època principalmente a Dòris Days e Marylin Monroe.

3:26 AM
 

©2009BLOGAYROZ | by Foxx