4 de set de 2006

Amor e sexo

Rita Lee foi super feliz quando gravou a canção que dá nome a esse post. Acredito que todo mundo conheça, mas clique aqui para ler o texto, caso não conheça. De tanto pensar na canção, cheguei ao seguinte questionamento: hoje namoramos ou transamos apenas?

Acredito piamente que o sexo deve fazer parte do relacionamento e não o namoro deve fazer parte do envolvimento sexual entre duas pessoas (sejam elas gays, lésbicas ou héteros). Pelo que vejo, é exatamente o contrário. O sexo faz parte do amor, sem dúvida nenhuma. Mas o sexo não engloba o amor.

O namoro é algo leve, envolve carinho, amor, dedicação, ajuda e também sexo. Mas os namoros sexualmente perfeitos envolvem apenas sexo. E quando o tesão acaba, o "namoro" vai por água abaixo. E quantos casamentos não vejo desfeito simplesmente porque a vontade de transar não é mais com aquela pessoa e sim com uma outra?

O que quero saber é : quando vamos entender real e definitivamente o que é um relacionamento amoroso entre duas pessoas?

Conheço pessoas que namoram apenas para ter um parceiro fixo e assim garantir uma transa todo dia. Acho isso detestável e repugnante. Não me prestaria a isso, pois quando eu mais precisasse, não teria alguém para me ajudar, para me suportar nos dias de carência. O companheirismo está se acabando e dando lugar ao sexualismo: me excita, "namoro". Se não me excita, não serve. Simples assim.

Estamos cada vez mais vazios e saímos para achar alguém para "catar". Vamos às boates para beijar quantos e quantas "caírem na rede". Beijamos, beijamos... levamos um ou uma para casa, transamos, vestimos a roupa, vamos embora... e depois? Voltamos à nossa rotina vazia e sem comprometimento com nada. Sem rumo, caminhamos "felizes" pela vida. Sempre buscando algo que não sabemos o que é, mas queremos cegamente. E queremos um alguém verdadeiro, que compreenda, entenda, ajude, acaricie... nos acompanhe em tudo... Inclusive no sexo. Queremos um amor!

Quando voltarmos ao companheirismo, vamos voltar a ser felizes sem aspas. Felizes e inteiros... e completos: amando... e transando!

4 comentários:

Rafael Magnago disse...

Infelizmente muitos hoje pensam assim. Conheço heteros que vão à balada gay só pra se satisfazerem, conheço muitos assim. Infelizmente fazer oq. Se todo homossexual pensasse na exência da pessoa. Concerteza, isso mudaria 100%, muitos hj, como vc falou, estão com seus parceiros fixos só pra garantirem uma "trepada". Confesso que já pensei assim, até eu parar e refletir. e amanhã? como será?
bom meus amigos blogayros
até mais
bjos e abraços
Rafael

4:41 PM
Lú - Rj disse...

Ter namorado só pra garantir uma transa... As pessoas gostam de se machucar. Tenho certeza que isso deve trazer um vazio e uma carência enorme! E isso é péssimo!
Abraços!

4:51 PM
R. Sasi disse...

Exatamente isso que eu busco. Companheirismo.

Fica bem.

2:45 PM
Eduardo disse...

Olá! Acho que há dois tipos de relacionamentos amorosos: o com sexo e sem sexo. Sem sexo eu tenho com meus amigos, pais, irmãs... E com sexo seria com meu "amor" [entenda-se Pikachu...]. Esses tipos de relacionamento TÊM que ter sexo, pois somos animais, e ainda do sexo masculino, então temos o intinsto reprodutivo muito alto... ehehe
Mas só sexo tb num é legal, mas cada um tem suas opiniões e seu modo de viver.

Abraços

6:27 PM
 

©2009BLOGAYROZ | by Foxx